quiosquedasideias.com
Outubro 21, 2014, 16:06:54 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Sejam bem vindos ao Quiosque das Ideias!
 
   Início   Ajuda Pesquisa Entrar Registe-se  


Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Cuidados a ter com árvores de fruto  (Lida 3930 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
GREEN
Artesão
***

Artesão 21
Offline Offline

Mensagens: 276


« em: Junho 18, 2012, 16:56:43 »

Boa tarde caros amigos,
o meu pai tem lá no quintal:
-4 macieiras pequenas
-2 pêra rocha
-2 ameixeiras pequenas  
-2 pessegueiros já grandes
-1 limoeiro grande
-2 maracujás pequenos
mas nunca cuidou nem deitou nada sobre as árvores e portanto dão o que a Natureza quer ou a bicharada deixa, Contente

Eu gostava de cuidar das árvores como deve de ser e queria saber maneiras de se tratar as árvores de fruto assim como tratamentos a fazer, podas, estacamentos e afins para poder tirar melhor rendimento das frutículas.
Por acaso alguém no fórum poderia me dar umas dicas em relação a esta matéria?

Obrigado a todos os que me puderem ajudar.

GREEN
« Última modificação: Junho 18, 2012, 17:03:33 por GREEN » Registado
pmmi
Moderador
Grão-Mestre
*****

Artesão 103
Offline Offline

Mensagens: 1780


« Responder #1 em: Junho 19, 2012, 04:09:07 »

Olá Green,

Bem o que sugeres é realmente um "tópico e peras", pois há muito a dizer nessas matérias. Há livros inteiros só sobre cada um dos temas, mas vamos tentar ajudar.

As fruteiras, precisam do mesmo que outras plantas - sol, ar, calor, humidade e nutrientes - apesar de serem menos sensíveis que as hortícolas por exemplo, devido a estarem instaladas há meis tempo, serem perenes e criarem um sistema radicular forte e amplo, que lhes permite aceder a nutrientes e água que são inacessíveis a outras plantas de menor porte, necessitam na mesma de alguns cuidados e que não lhes falte água e nutrientes.
É normal o sistema radicular de uma árvore estender-se numa área equivalente ao dobro do diâmetro da copa, o que dá uma ideia, do vasto sistema de colecta que possuem.
Daqui podes concluir que uma adubação com adubo granular completo e equilibrado aquando das fases de crescimento vegetativo e reprodutivo é uma boa prática.
Após a dormência do inverno (excepto no limoeiro que nunca dorme), e ao começarem a despontar os primeiros sinais de crescimento, é útil uma mão cheia de adubo, bem como quando começam a aparecer os primeiros frutos.


Com os pequenos frutos há que fazer duas coisas: a primeira é aplicar uma dose de decis (ou outro) quando eles tem o tamanho de uma noz para evitar o bichado da fruta e se necessário (se choveu entretanto, etc.) aplicar outra dose quando dobrarem de tamanho. A outra coisa que se faz é desbastar alguns frutos, ou seja retirar alguns dos pequenos frutos, de modo a que os que ficam sejam de melhor qualidade e calibre. É uma operação "chata" e minuciosa mas compensa, caso contrário terás colheitas de muitos frutos mas pequenos e menos saborosos.

No inverno há que podar as árvores e os arbustos de frutas de modo a estimular o crescimento de fruta, o arejamento "abertura" da copa e a remoção de madeira morta ou mal formada.
É preciso conhecer o hábito de crescimento e de frutificação de cada árvore para aplicar a poda correcta, por exemplo para as especíes que citas;
Pessegueiro (e damasqueiro) só frutificam na madeira do ano anterior ao longo dos ramos e junto das extremidades;
As pereiras e macieiras, frutificam por espigões nas extremidades dos ramos tanto em madeira velha como nova;
As Ameixeiras e o limoeiro tanto produzem nas extremidades como ao longo dos ramos em madeira velha e nova.
Cada uma destas espécies necessita de podas diferentes de modo a respeitar os hábitos de frutificação, mas todas precisam de copas abertas e arejadas de modo a permitir que o sol e o vento penetre na copa. Todas precisam que se retirem as pôlas, ou seja os rebentos novos que brotam das raizes junto ao tronco, que ´so retiram energia à árvore ( em especial as ameixeiras e as figueriras têm tendencia para fazer pôlas). Todos os ramos baixos devem ser eliminados, bem como aqueles que "deformam" ou desiquilibram a copa da árvore. Todos os ramos que crescem para o interior da copa e todos os que se cruzam próximo de outros devem ser desbastados ou mesmo eliminados.

Se as árvores já estão estabelecidas e têm alguns anos sem tratamento, precisam de uma poda de formação e renovação. Esta operação deve ser aplicada de forma gradual, tratando uma secção da árvore em cada ano de modo a não compremeter a produção e a saúde da árvore.
A seiva aflui mais nas zonas onde se deram cortes o que estimula o crescimento vegetativo de nova madeira, mas esta só frutificará no segundo ano após o corte, pelo que é recomendável actuar por partes.

Mas vamos a questões mais práticas;
No fim do inverno, quando já não há perigo de geadas, devem podar-se todas as fruteiras que indicas e proceder ao tratamento fitosanitário de pragas e doenças de modo preventivo. Caldas cupricas para os fungos, insecticida para as pragas. Importante lembrar que não se aplicam tratamentos na fase de floração mas apenas antes e depois dessa fase.
Quanto às podas;
Pessegueiro - deves cortar os ramos que cresceram no ano anterior em metade de modo a que a metade que fica irá frutificar e estimularás o crescimento de nova madeira que irá dar no ano seguinte. A madeira mais antiga não frutifica mas serve para apoio de infraestrutura da madeira do ano anterior e da nova. Se a árvore está muito fechada com muitos ramos que se cruzam, ramos baixos e ladrões (são os ramitos fininhos que crescem  na vertical nos ramos grossos ou principais) deves fazer uma poda para abrir a copa, eliminar cruzamentos e ladrões, mas sempre por partes e nunca tudo de uma vez. Irás veridicar que quando cortas uma secção grossa, irãos crescer dois tres ou mais rebentos a partir do corte. Escolhe o que achas mais adequado e corta os outros de modo a que esse venha a ser um ramo forte e produtivo no futuro.
Pereiras e macieiras - não precisam de muita poda, apenas limpeza e conformação. Abrir a copa, eliminar ramos velhos e mortos, baixos e ladrões (a pera rocha, faz muitos ladrões). Não deves eliminar os espigões, pois é aí que vai nascer a fruta, se bem que, de tempos a tempos é preciso renovar os espigões, cortando alguns velhos e estimulando os novos.
Ameixeiras - tratam-se como as pereiras e macieiras.
O limoeiro de todo não é preciso cortar, só mesmo para limpeza e conformação.
Os maracujás é outro tipo de fruteira e não tenho muita experiencia com eles, mas como é um arbusto (trepadeira) perene, penso que não necessita de grandes cortes.

Depois da poda, deves remover toda a madeira dos cortes e não deixá-la debaixo da árvore pois pode funcionar como hospedeira de pragas e doenças.
Na primavera começam os gomos a inchar e serão ponteagudos ou aredondados na extremidade, o que denota que irá crescer um ramo (ponteagudo) ou um fruto (aredondado). Se A árvore tem um aspectp saudável, não há nada a cortar ou a pulverizar, apenas a dubação que referi no início. Se vires sinais de pragas ou fungos (manchas de formato e cor variada pulverulento ou não) é altura de aplicar uma dose de insecticida ou fungicida.

Durante a floração que ocorre na primavera não deves aplicar nenuma pulverização, mas deves vigiar as pôlas e os ladrões.

Após os frutos começarema a formar-se, podes desbastar se a produção for muito grande, deixando 3 frutos por espigão e espaçados ao longo do ramo de 10 a 15 cm.

Quando so frutos têm o tamanho de uma noz, aplicas uma pulerização contra o bichado da fruta e vigias as doenças e pragas para eventuais tratamentos de verão. É uma boa altura para mais uma dose de adubo.

Quando os frutos tiverem o dobro do tamanho, aplicas mais uma dose de insecticida ou outros se necessário.

A colheita deve ser feita um pouco antes da plena maturação, não só para armazenares em frio, como para prevenir os ataques de pássaros à fruta madura.
A colheita deve ser feita de modo a que o fruto traga um pedaço do pedúnculo e sem danificar a árvore, normalmente por torção e não por puxar o fruto.

Nesta fase a árvore irá armazenar nutrientes e energia para o ano seguinte (excepto o limoeiro que está permanentemente em todas as fases ) não lhe devendo faltar água. É uma boa altura para olhar bem para elas e planear as podas do inverno, o que cortar, onde, etc. Se existirem cochonilhas ou outras pragas que hibernam na casca das árvores é boa altura para aplicar óleos de verão.

No outono nada há de relevante a fazer e no inverno (mais para o fim ou início dependendo da zona por causa das gedas) faz-se a poda e reinicia-se o ciclo.

É um pouco resumido mas penso que referi o mais importante . Quanto a estacas, só as usamos para reprodução vegetativa e enxertia, que só usamos quando temos uma árvore saudavel mas que produz pouco ou com frutos de pouca qualidade, mas isso é outro tema bastante vasto, que só abordaremos se for necessário.

Boas culturas
Registado
Sansoni7
Artesão
***

Artesão 6
Offline Offline

Mensagens: 468



« Responder #2 em: Junho 19, 2012, 08:07:26 »

Obrigado pmmi por mais esta «aula». Wink
Registado



...mais verde é sinónimo de mais e melhor Saúde !
GREEN
Artesão
***

Artesão 21
Offline Offline

Mensagens: 276


« Responder #3 em: Junho 19, 2012, 08:45:59 »

Pmmi, eu sei que não deveria colocar tanta questão mas eu sou assim.
Se bem que te lembras, quando me registei no fórum, vinha cheio de dúvidas e não parava de fazer perguntas e mais perguntas mas era com o intuito de tratar bem as coisas e fazê-las bem feitas.
Sou uma pessoa que gosta de aprender com quem sabe, sou humilde e por vezes um pouco chato pois faço montes de perguntas quando quero saber alguma coisa, Grin
Desde já o meu muito obrigado mais uma vez.
Tens sido impecável com todos nós e muito paciente, Contente Contente Contente
Um grande abraço,

GREEN
Registado
pmmi
Moderador
Grão-Mestre
*****

Artesão 103
Offline Offline

Mensagens: 1780


« Responder #4 em: Junho 19, 2012, 13:36:29 »

olá Green,

Não te incomodes com as perguntas, pois é assim que se aprende. Desde que eu saiba, responderei com prazer, se não tambem digo que não sei Grin
O que resumi nalguns parágrafos é resultado de alguns anos de experiencia e de bastante leitura e parece-me que seria injusto obrigar  todos a fazer o mesmo percurso de aprendizagem, portanto vamos partilhando entre nós o que sabemos pois nunca ninguem sabe tudo.

Sansoni, obrigado e espero que te tenha sido tambem util.

Boas culturas
Registado
GREEN
Artesão
***

Artesão 21
Offline Offline

Mensagens: 276


« Responder #5 em: Junho 19, 2012, 14:14:51 »

Mais um OK para o meu amigo, Contente Contente Contente

GREEN
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.11 | SMF © 2006-2009, Simple Machines LLC
SMF customization services by 2by2host.com
XHTML 1.0 válido! CSS válido!